Maracujá e Seus Benefícios

4 de novembro de 2011 por Rita Sousa

 

 

O Maracujá é uma planta trepadeira da família das passifloráceas. No Brasil são conhecidos muitas espécies de maracujá com diferente uso terapêutico. Existe dois tipos principais de maracujá mais usados para fins comercias: O maracujá roxo e o amarelo. Estas duas variedades tem o sabor semelhante, ambas são doces e ácidos, mas a variedade roxa tende a ser menos ácida do que a variedade amarela.

Origem do Maracujá - Acredita-se que o maracujá roxo terá tido origem no Brasil, principalmente na Amazónia. No século XX o maracujá roxo era cultivado principalmente na Austrália.

Onde É Cultivado o Maracujá?  

Os principais cultivadores de maracujá para fins comercias é América do Sul, nas Caraíbas, Brasil, Florida, Havaí, Austrália, África Oriental e África do Sul. Embora pode ser cultivado nas regiões tropicais.

Porque Devemos Comer o Maracujá?

O maracujá é uma fruta que tem uma boa fonte de vitamina A e vitamina C (fornece cerca de 70% da dose diária), também contem cálcio, ferro e potássio. Para se ter uma ideia um maracujá contem 50% da dose diária recomendado de ferro e melhor ainda quando consumido com as sementes sem contar que é uma fonte excelente de fibras. Rico em uma serie de fitoquimico incluído passiflorina carotenóides e licopeno.

Uso Terapêutico 

No Brasil tem o costumes de comer o maracujá com as sementes para induzir o sono. Os porto-riquenhos usa o maracujá para  baixar a tensão arterial. Na madeira, tem o habito de tomar o sumo (suco) para ajudar à digestão e também como tratamento para o câncer gástrico. Os espanhóis descobriram que foi usado como sedativo em muitas praticas medicinais populares em toda América do Sul. Também o maracujá tem sido usado para tratar crianças nervosas e nos casos de asma bronquial, insónia, perturbações gastrointestinais de  origem nervosa e ainda problemas relacionado à menopausa.

Resumo Terapêutico 

  •  Calmante, Estresse e Insonia – Tomar o suco de maracujá ao natural, adoçar com mel.
  • Diarreia – Chá das folhas de maracujá.
  • Gota – Tomar banho quentes com decocto das folhas trituradas do maracujá.
  • Hemorróidas - Aplicar cataplasmas no local com as folhas trituradas.
  •  Hipertensão - Experiência feita com extracto de maracujá baixou significativamente a tensão arterial.
  • Problemas Cardíaca -  As sementes do maracujá demonstraram a redução de lípidios totais, os triglicéridos e o colesterol.
  • Verminoses – Triturar as sementes do maracujá e misturado com mel, tomar uma colher de sopa em jejum.
  • Diabetes – Segundo um estudo feito na Faculdade de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) descobriu que o maracujá tem propriedades calmantes e também auxilia no combate dos problemas causadas pela diabetes. Quando consumida a casca do maracujá se transforma em um gel e este gel não é absorvido no processo da digestão. Assim o consumo da casca ajuda a eliminar a glicose, o mal colesterol e ainda contribui na perda de peso.
  

 Dicas de Utilizações do Maracujá

  • A polpa com as sementes pode ser usada para fazer gelado (sorvete), também pode ser associado com ananás.
  • O maracujá fica muito bem não salada de fruta.
  • Combina muito bem nas saladas da-se um sabor agradável com as verduras.
  • Coloque a polpa do maracujá nas carnes de porco, frango e peixes.
  • Na Austrália come-se a polpa com creme de leite (natas) e mel ou açúcar.

Observações:
Todas as informações, dicas e sugestões contidas neste blog serve apenas com caratér informativo. Elas não substituem o acompanhamento dos profissionais da saúde.

Fonte de Pesquisa:

As frutas na Medicina Natural. A Balbach – D Boarim
101 Alimentos Que Podem Salvar a Sua Vida – David Grotto

 

 

 

 

 

 

 



Deixe um comentário: